Por que a vitamina D é importante para mim?

vitamina D é importante

Tomar sol é essencial para a saúde humana. Há muito mais benefícios que vêm com a exposição ao sol do que danos. A vitamina D que nosso corpo produz quando estamos expostos ao sol é muito eficiente na cura de tantas doenças. Protege contra artrite, diabetes, doenças infecciosas, esclerose múltipla e alguns tipos de câncer, só para citar alguns.


Está provado que a atmosfera da Terra bloqueia 98,7% dos raios UV do sol. Os outros 2,3% a que estamos expostos têm efeitos benéficos e prejudiciais. Precisamos nos concentrar nos benefícios porque temos muito mais deles. O único mal que causa ao nosso corpo é o câncer de pele, do qual, tomando mais cuidado, podemos nos proteger.

Os benefícios da vitamina D começaram com ossos, músculos e sistema imunológico mais fortes. Também é útil para aqueles com problemas de pele, e a luz do sol ajuda nosso humor, as pessoas ficam muito mais felizes quando está ensolarado lá fora do que se está nublado. Também está provado que a luz solar mata vírus e bactérias (Efeitos positivos e negativos de UV, 2008).

vitamina d do sol


Todos nós conhecemos os riscos da exposição aos raios UV, mas também sabemos que precisamos dos raios UV para que nosso corpo produza vitamina D. olhar com a pele mais escura. Isso nos faz parecer bem e nos sentirmos ainda melhor. É bom saber que não estamos apenas prejudicando nossos corpos, mas também dando alguns benefícios.


Dr. Michael F. Hulk diz: “A vitamina D é chamada de vitamina do sol por um bom motivo”. Ele continua dizendo, “que a vitamina D não é uma vitamina, mas um hormônio”. É muito original porque é feito na pele como resultado da exposição ao sol. No passado, todos dependíamos do sol para obter vitamina D suficiente. No século passado, tivemos tanto medo da exposição ao sol e, como resultado, nossos filhos sofrem de raquitismo, que é um grande problema em bebês e crianças. Tem muitos efeitos negativos diferentes, como retardo de crescimento, deformação esquelética e amolecimento do crânio (Holick, 2008).

Iherb Vitamina D


Na Europa, os médicos prescrevem vitamina D para bebês para prevenir esses tipos de problemas e também recomendam caminhadas diárias ao sol. É por isso que as crianças na Europa não têm raquitismo com tanta frequência quanto nos Estados Unidos. Os médicos aqui dependem das vitaminas que estão na fórmula, mas não é suficiente.


Um estudo publicado no Archives of Internal Medicine descobriu que 75% ou mais dos adolescentes e adultos americanos são deficientes em vitamina D. É por isso que temos tantas doenças graves, como câncer, diabetes e doenças cardíacas (Huff, 2010).

tomar sol para vitamina d


As doenças infecciosas são mais vistas em pessoas que vivem em locais com menos sol durante os meses de inverno, nós as conhecemos como vírus da gripe ou simplesmente resfriado. O sol nesses lugares é incapaz de produzir vitamina D e é por isso que adoecemos com tanta frequência. As pessoas que vivem em lugares quentes, onde a vitamina D é produzida durante todo o ano, não adoecem com tanta frequência (Holick, 2008).


O diabetes é um grande problema nos Estados Unidos, mas se ouvirmos o que os pesquisadores descobriram, podemos tentar evitar que as pessoas contraiam essa doença ficando ao sol. Está provado que pode diminuir 80% se começarmos a dar aos nossos bebês 2.000 UI de vitamina D durante o primeiro ano de vida. A pesquisa também mostra que as pessoas que não tomaram vitamina D quando bebês têm 300% mais chances de desenvolver diabetes em sua vida (Holic, 2008).

Um grande problema que tanto ouvimos falar é o câncer, tem mais gente morrendo a cada dia, essa é a pior doença que a gente tem que lidar. Na pesquisa de 1941, verificou-se que as pessoas que vivem em locais com menos sol são mais propensas a desenvolver câncer. Outros recursos de dias posteriores, 1980 e 1990, também mostram os mesmos resultados e fornecem mais informações sobre com qual câncer devemos nos preocupar.

Iherb Vitamina D

Estudos recentes também comprovam que a deficiência de vitamina D aumenta outros cânceres como esôfago, pâncreas e leucemia (Holick, 2008).
A obesidade seria outro grande problema que temos nos Estados Unidos, é visto até em crianças pequenas. Dr. Shalamar Sibley, o pesquisador que realiza o estudo, colocou 38 homens e mulheres obesos no programa de dieta e descobriu que pessoas com níveis mais altos de vitamina D perderam meio quilo a mais do que aqueles com níveis mais baixos de vitamina D (Huff, 2010).


Em um estudo clínico de abril de 2000 é revelado que pacientes que não conseguiam andar devido à fadiga crônica e fraqueza corporal tornaram-se capazes de se mover sem problemas logo após 6 semanas de tomar 50.000 UI de vitamina D por semana. O estudo também sugere que algo entre 4.000 e 10.000 por dia terá um grande efeito no combate a doenças. Se não conseguirmos obtê-lo do sol, nossa próxima opção é suplementar com vitamina D3 (Huff, 2010).


Tudo o que realmente precisamos para ser mais saudáveis ​​é de 15 a 20 minutos ao ar livre nos meses de verão, o que equivale a 20.000 UI de vitamina D por via oral. A vitamina D é muito útil para nos proteger de tantas doenças diferentes. A dosagem diária acima de 400 UI reduzirá as chances de desenvolver esclerose múltipla em 40% e artrite reumatóide em 42% (Holick, 2008).


Especialistas temem que as mensagens dadas sobre o câncer de pele tenham ido longe demais e as pessoas tenham medo do sol. Robyn Lucas, epidemiologista da Australian National University, diz que “muito mais vidas são perdidas por doenças causadas pela falta de luz solar do que por aquelas causadas por muito sol” (Kotz, 2008).

vitamina d natural


Também ouvimos muito sobre indústrias de bronzeamento e quão perigosas são as câmaras de bronzeamento. Não de acordo com Bruce Hollis, um dos principais pesquisadores de vitamina D da Universidade Médica da Carolina do Sul, ele diz que “camas de bronzeamento que produzem UVB gerarão vitamina D” (Doughton, 2008).


Após algumas pesquisas, Hiran Ratnayake descobriu que os números divulgados ao público em relação ao desenvolvimento de câncer em camas de bronzeamento não são tão verdadeiros. Ele descobriu a partir dos estudos que analisou, que não há muita diferença entre pessoas que se bronzeiam e aquelas que não usam camas de bronzeamento para desenvolver melanoma. As informações que ele encontrou “mostraram que menos de três décimos de 1% dos curtidores desenvolvem melanoma e menos de dois décimos de 1% daqueles que não se bronzeiam desenvolvem melanoma” (Christensen, 2010).


Schwartz, internista geral do Veterans Affairs Medical Center, disse: “O melanoma é bastante raro e quase o tempo todo, a maneira de fazê-lo parecer mais assustador é apresentar a mudança relativa, o aumento de 75%, em vez de apontar que ainda é realmente raro” (Christensen, 2010).


A luz do sol é o melhor remédio; nos cura de tantas doenças diferentes e também da depressão. Mesmo que o risco de câncer de pele seja um pouco maior com o uso de uma cama de bronzeamento artificial ou sair, também há outra razão útil para ficar ao sol.

As pessoas só precisam ter mais cuidado com a quantidade de sol que recebem e, claro, não se queimam.

Iherb Vitamina D

Responses

Saúde Natural
SAÚDE NATURAL:

Faça parte da nossa Comunidade

O portal gratuito que você sempre quis

Comunidade sobre Saúde sem Censura e Preconceito