Category Archives: Todos

Forma mais saudável de cozinhar os vegetais para manter os nutrientes

Published by:

Panela para cozinhar vegetais e manter os antioxidantes e vitaminas

Panela para cozinhar vegetais e manter os antioxidantes e vitaminasOuvimos com frequência a necessidade de comer várias porções de vegetais por dia, que devem ser repartidas ao longo das diversas refeições. Sem contar com a fruta devemos incluir 5 a 7 doses diárias de vegetais. Mas como será a forma mais saudável de os cozinhar de forma a manterem os seus nutrientes? Sim porque comer pode não servir de muito se o processo de confecção destruir os seus antioxidantes, sais minerais e vitaminas.

Os nutrientes dos alimentos podem ser sensíveis ao calor ou ao contacto com água a ferver, por isso de forma geral, recomenda-se tempos de cozedura mais curtos e com menos água. Poder-se-ia então dizer que o melhor seria comer os vegetais crus, mas nalguns casos o processo de cozimento favorece a absorção dos antioxidantes pelo nosso organismo.

Então qual a melhor forma de os consumir? Crus ou cozinhados? Depende, as 2 maneiras são correctas dependendo contudo do vegetal em causa. Por exemplo alface, rúcula, aipo, endívia entre outros devem ser consumidos crus. A cenoura, cebola, espinafre, beterraba, tomate e salsa podem ser consumidos de uma ou outra forma. Outros como a couve-flor, brócolos, batata ou nabo têm mesmo que ser cozidos. Um dos alimentos bem conhecidos é o tomate e os pimentos vermelhos, cujo processo de cozedura aumenta a libertação do antioxidante licopeno da casca favorecendo a sua absorção no sistema digestivo.

Cozedura a vapor

Este é sem dúvida o melhor processo, mais saudável e o mais fácil de cozinhar legumes. Os alimentos são cozinhados a vapor sem estarem em contacto com a água a ferver mantendo grande parte dos seus nutrientes.

Este método ajuda por exemplo os brócolos e couve-flor a manter os seus glucosinolatos tão reconhecidos na prevenção e combate do câncer/cancro.

Para o efeito use por exemplo um trem igual ao da foto, que é constituído por 2 panelas que se encaixam uma na outra. Na de baixo coloca-se a água e na de cima que fica ligeiramente elevada tem orifícios por onde passa o vapor que vai cozinhar os vegetais que ficam na parte superior.

Através deste processo os alimentos também ficam mais saborosos sem ficarem moles.

Cozedura em água

A cozedura imersa em água só é aconselhada quando o liquido entra na composição da refeição, como por exemplo nas sopas ou guisados.

A fervura de vegetais também pode ser aconselhável para as pessoas com alguns problemas de saúde como:

  • Doenças renais em que é necessário limitar a ingestão de potássio. O potássio dos alimentos cozidos em água fica no liquido que não é consumido reduzindo a carga sobre os rins;
  • Pedras nos rins. O ácido oxálico de alguns legumes pode aumentar o risco de formação de pedras nos rins.

Legumes Fritos ou assados

Este processo é o que torna os vegetais mais saborosos mas também o menos saudável, embora nalguns casos específicos não exista grande perda de nutrientes.

Normalmente é executado usando uma frigideira ou Wok com um pouco de óleo, ou mesmo grelhados sobre uma chapa quente. O problema é que este processo transforma alguns dos componentes dos alimentos em acrilamidas, conhecida por ser um potencial agente cancerígeno. Quanto mais torrado, dourado ou queimado estiver o alimento maior a presença de acrilamidas.

Para diminuir a presença de acrilamida, a confecção deve ser efectuada o mais rápido possível e a temperaturas baixas. Cortar os legumes em pequenos pedaços antes de colocá-los no wok ou frigideira pode ajudar a minimizar o tempo de cozimento.

8 Ingredientes tóxicos das pastas de dentes

Published by:

Ingredientes nocivos de uma pasta de dentes

A maioria das pastas de dentes estão cheias de químicos nocivos, que embora no curto prazo deixem brilho, brancura e frescura, no longo prazo corroem o esmalte dos dentes e as gengivas. Mesmo o flúor adicionado artificialmente é um conhecido agente cancerígeno e neurotoxina, cujo marketing tratou de fazer acreditar que é benéfico.

Lista dos 8 ingredientes que deve evitar que contenha a sua pasta de dentes:

  1. Fluoreto de sódio (Fluoride);
  2. Propilenoglicol (Propylene Glycol);
  3. Glicerina;
  4. Sorbitol;
  5. Aspartame ou Sacarina;
  6. Dietanolamina (Diethanolamine);
  7. Triclosan;
  8. Lauril sulfato de sódio (Sodium Lauryl Sulfate).

Ingredientes nocivos de uma pasta de dentes

Causas e Efeitos

Triclosan

Triclosan é utilizado em produtos cosméticos e tem potentes propriedades anti-bacterianas e antifúngicas, mas também tem sido associado a vários problemas de saúde. Triclosan impede o regular funcionamento da glândula tiróide, é provavelmente um disruptor endócrino.

Sorbitol

É um açúcar alcoólico utilizado para adoçar determinados alimentos. É usado nas pastas dentifricas para não deixar endurecer o creme depois de aberto.

Dietanolamina (DEA)

A DEA é usada para fazer espuma, e provoca o descontrolo das hormonas. Determinados investigadores têm associado a sua exposição a um aumento de câncer/cancro do fígado e dos rins.

Glicerina

A Glicerina não é tóxica mas agarra-se aos dentes sendo muito difícil de remove-la, mesmo após várias dezenas de escovagens. Este facto reduz a absorção dos minerais naturalmente presentes na saliva e limita a limpeza natural da língua sobre os dentes.

Aspartame ou outros adoçantes artificiais

Alguns estudos feitos em cobaias tem sugerido que este tipo de adoçantes podem ser prejudiciais para a saúde dos seres humanos.

Fluoreto de sódio

O fluoreto adicionado em qualquer das suas variantes desregula as glândulas hormonais, e reduz a função da glândula da tiróide e adrenal.

Incrementa a probabilidade de câncer/cancro, acelera o envelhecimento e provoca danos no DNA.

Lauril sulfato de sódio

O Lauril sulfato de sódio (SLS) é usado para dar forma à pasta e é referido como agente para remover a placa bacteriana. No entanto existem inúmeros estudos que têm demonstrado que o SLS pode contribuir para aumentar a probabilidade de cancro/câncer, ulceras e problemas nas gengivas.

Propilenoglicol

Propilenoglicol é uma forma de óleo mineral e usado na industria como um ingrediente activo em refrigerantes de motores e anticongelante, tintas, esmaltes e vernizes. Também é utilizado em muitos produtos cosméticos e farmacêuticos. Ainda não existem estudos suficientes da sua implicação na saúde humana mas na industria é obrigatório o seu manuseamento usando luvas, óculos e roupa de protecção.

Pasta de Dentes recomendada

Recomendamos o uso de uma pasta de dentes que não contenha qualquer dos ingredientes atrás referidos. Opte por um produto natural que inclua plantas medicinais como menta, chá branco, camomila, salva ou outras.

Evite os refrigerantes, doces, rebuçados, caramelos e bolos, principalmente à tarde e noite. Beba chá verde ou branco que ajuda a limpar os dentes e eliminar as bactérias.