Category Archives: Estômago

Anti-bacteriano natural

Published by:

O coentro é uma pequena planta muito aromática cujas folhas são utilizadas como tempero ou condimento, com um cheiro intenso, e pode ser um poderoso complemento anti-bacteriano natural, tratamento de muitas doenças inflamatórias e melhoria geral da saúde.

Coentros como anti-bacteriano natural e anti-inflamatório
As suas sementes secas são também muito utilizadas na culinária em particular na Índia e Médio Oriente.
Os seus poderes digestivos, anti-inflamatórios para alívio das dores reumáticas e nas articulações são conhecidos desde o tempo dos faraós no Egipto.
Infelizmente este conhecimento ancestral é praticamente desconhecido e ignorado no Ocidente pela sobreavaliação da medicina convencional.
Os coentros podem ser a solução para quem sofre de doenças inflamatórias crónicas como a artrite, doenças auto-imunes, fatiga, irritabilidade e síndroma do intestino irritável.
Os seus efeitos imediatos quando usado na alimentação, e inconscientemente ou não fazendo parte de muitos pratos tradicionais em regiões de temperaturas elevadas, como o Nordeste Brasileiro, Alentejo no interior de Portugal, Índia e Médio Oriente, onde são adicionadas folhas frescas de coentros em pequenas pedaços sobre os alimentos confeccionados constitui uma forma de prevenir indigestão e problemas digestivos essencialmente  motivados pela rápida deterioração e contaminação dos ingredientes pelas elevadas temperaturas dessas regiões.
Um estudo desenvolvido por investigador portugueses da Universidade da Beira Interior e publicado no JMM – Journal of Medical Microbiology comprova os fortes efeitos anti-bacterianos do óleo dos coentros.
Rico em flavonoides, ácido linoleico e cineole que lhe conferem as propriedades anti-reumáticas e no combate à artrite, e a substância dodecenal mais poderosa que muitos antibióticos no combate às infecções.
Muitas investigações sugerem igualmente os coentros como um dos melhores desintoxicadores de metais pesados do organismo, especialmente o mercúrio que se acumula a partir do enchimento da obturação dos dentes e do consumo de algumas espécies de peixes grandes como o atum.
As inúmeras vantagens ao adicionar esta erva na sua dieta são:
  • Reduz os sintomas de enjoo;
  • Poderoso anti-inflamatório para alivio dos sintomas de artrite;
  • Protecção contra infecções bacterianas dos alimentos como a Salmonela;
  • Actua como o anti-séptico natural internamente combatendo os fungos e desordens da pele como eczemas;
  • Regula os níveis de colesterol, aumentando o HDL (Bom) e baixando o LDL (mau colesterol);
  • Alivio do gás estomacal e intestinal;
  • Combate as infecções urinárias (Siga mais tratamentos em: http://www.saudenatural.info/infeccoes-urinarias-e-tratamento-natural/);
  • Excelente fonte de ferro na sua forma natural combatendo a anemia (Ver: http://www.saudenatural.info/anemia-e-ferro/)
  • Alivio da diarreia derivada de infecções por fungos ou micróbios;
  • Desintoxica o organismo de metais pesados;
  • Combate a degeneração macular, envelhecimento dos olhos e perca de visão;
  • Estimula o sistema imunitário pelas suas propriedades anti-oxidantes e as glândulas hormonais, equilibrando o seu perfil;
  • Regula a secreção de insulina ajudando a baixar os níveis de açúcar no sangue.

Os coentros sendo um alimento de baixo custo e de tantos benefícios para a saúde,  mesmo para os mais cépticos, merece uma oportunidade, deve ser ingerido regularmente, várias vezes por semana. Embora de sabor forte e característico pode não reunir o consenso ao nível do paladar mas existem muitos suplementos que podem ser tomados como alternativa às ervas frescas ou suas sementes.

Anemia e ferro

Published by:

A carência do sal mineral ferro está a associada à anemia.
Anemia e Ferro
Mesmo com uma alimentação saudável podem ocorrer casos de carência deste nutriente pois a sua absorção pelo organismo é muito reduzida. Por vezes apenas a combinação ideal dos alimentos com o reforço de alguns e a restrição de outros pode conduzir à prevenção do estado anémico.
Os alimentos ricos em ácido oxálico inibem a absorção do ferro de origem animal (peixes e carnes) e devem ser consumidos com moderação:
  • Ruibarbo;
  • Espinafres crus;
  • Chocolate;
  • Tomates;
  • Fruta carambola.

As bebidas ricas em taninos devem igualmente ser tomadas com restrição:

  • Chá preto;
  • Café;
  • Chá verde;
  • Vinho tinto.

Existe a falsa ideia que a carne é a principal fonte do ferro, a explicação deve-se sobretudo às taxas de absorção do organismo:

  • 31% de absorção nas carnes;
  • 19% na soja, tofu e derivados;
  • 15% no peixe;
  • 9% nos cereais e legumes.
Na ingestão de 100 gramas de carne o ferro absorvido será 3 vezes mais do que na mesma quantidade de legumes e 2 vezes mais na mesma quantidade de peixe considerando que todos os alimentos tem a mesma concentração deste sal mineral. Um dos problemas igualmente comuns e mais frequentes em pessoas idosas é a perca de capacidade do sistema digestivo, a falta de enzimas ou sucos digestivos fazem com que a absorção dos nutrientes seja baixa e muitos sejam expelidos sem serem aproveitados. Para se tirar partido de uma refeição rica em nutrientes deve-se evitar:
  • Consumir grande quantidade de liquidos de forma a reduzir a concentração dos sucos gástricos;
  • Evitar os anti-ácidos, opte por antiácidos naturais;
  • Consuma frutas ricas em enzimas como o ananás e as papaias;
  • Tempere a comida com vinagre de cidra;
  • Ingira citrinos (laranjas, limão ou lima).
Um estudo da Universidade de Medicina de Gotemburgo na Suécia e publicado  American Journal of Clinical Nutrition faz ainda referência que suplementos de zinco e manganésio interferem com a absorção do ferro pois tem propriedades químicas idênticas e utilizam os mesmos mecanismo de interacção celular.
A anemia pode ter causas bem mais graves do que a carência de ferro, só um bom diagnóstico pode despistar a sua verdadeira origem.