0 Benefícios das sementes de abóbora

Benefícios para a saúde do consumo de sementes de abóbora.


Informação nutricional aproximada por 100 gramas:
  • Proteínas 30g;
  • Gordura 49g;
  • Hidratos de Carbono 10g;
  • Fibras 6g;
  • Zinco 7,8 mg a que corresponde 78% do Valor Diário Recomendado (VDR);
  • Magnésio 590mg, 150% VDR;
  • Ferro 8,2 mg, 62% VDR.
Porque deve comer sementes de abóbora regularmente:
  • São muito ricas em zinco promovendo um regular funcionamento dos orgãos reprodutores;
  • Excelente fonte de proteínas vegetais;
  • A sua gordura constituída por glicéridos de ácidos insaturados ajuda a reduzir o mau colesterol;
  • Ajuda a eliminar os parasitas dos intestinos;
  • Eficaz no tratamento de bexiga irritada, dificuldade em urinar e problemas na próstata (Segundo o estudo publicado em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16822218);
  • Impede a formação de pedras nos rins;
  • Anti-inflamatório que ajuda a aliviar a artrite;
  • Abundante em magnésio que ajuda a combater as insónias e a regular a pressão sanguínea;
  • Alimento altamente alcalino.

As sementes de abóbora vendem-se com casca ou descascadas, ligeiramente torradas e normalmente salgadas. Deve optar pelas variantes sem sal e de preferência cruas. Actualmente também já existe no mercado em forma de pasta para se barrar no pão.
Deve ingerir cerca de 10 gramas, 2 vezes por dia adicionadas na sopa ou salada, ou entre refeições como snack.

Outra das sementes com grandes benefícios para a saúde é a Chia.
Ler Mais...

0 Remédios naturais contra aftas

As aftas são pequenas feridas que se desenvolvem dentro da boca. Neste artigo indicamos alguns remédios naturais que ajudam a sarar mais rapidamente.


Também conhecidas por ulceras bucais a sua origem é difícil de determinar e pode ter causas muito variadas. Cabe ao paciente ir investigando ao longo da sua ocorrência a causa mais provável da sua origem que pode ser:
  • Determinados alimentos ácidos como ananás, citrinos (lima ou limão), comidas muito condimentadas e apuradas;
  • Stress;
  • Alergia a alimentos;
  • Deficiências nutricionais nomeadamente vitaminas do grupo B e C;
  • Aparelhos dentários;
  • Doença Celíaca.

Normalmente as aftas curam-se por si dentro de 1 semana a 10 dias. No entanto como provocam dor e desconforto pode acelerar o seu tratamento se:

  • Colocar um pouco de pasta de dentes ou uma mistura de bicarbonato de sódio com água sobre a afta;
  • Aplicar uma mistura pastosa de água e curcuma sobre a ulcera;
  • Bochechar a boca várias vezes ao dia com água de coco, de preferência a seguir às refeições;
  • Beba 3 chávenas por dia de chá de Malvas (Malva Sylvestris) ou Manjericão (Ocimum Basilicum) a seguir às refeições. Ferva uma colher de sobremesa de folhas por chávena de água.

Caso tenha aftas com frequência poderá ser sinal de doença e deve consultar um médico. Se não for o caso opte por alterar a sua dieta através de:

  • Aumento de alimentos ricos em vitamina C como citrinos (laranja, limão, tangerina) e tomate;
  • Ingestão de cálcio através de iogurtes naturais e queijo fresco;
  • Limitar o consumo de fast-food e optar por saladas e alimentos frescos.
Ler Mais...

1 Prato saudável à mesa

A Universidade de Harvard criou o conceito de prato saudável à mesa. Este formato simples permite às pessoas tomarem as opções certas à hora das refeições.


Metade do prato deve ser constituído por vegetais e frutas. A quantidade de vegetais deve ser superior à da fruta e incluir uma grande variedade de produtos frescos (batatas cozidas, fritas ou cozinhadas de qualquer outra forma não contam).

Devem ser usados óleos naturais para cozinhar ou temperar como o azeite virgem extra, óleo de canola, girassol ou milho. De preferência obtidos por processos mecânicos, não filtrados e cuja origem não seja de produção OGM (Organismos Geneticamente Modificados).

25% da dose (1/4 do que ingerimos) deve conter grãos inteiros ou alimentos obtidos a partir destes como por exemplo:

  • pão integral;
  • massas integrais;
  • arroz semi-descascado;
  • quinoa; 
  • aveia.

A restante porção do prato (1/4) deverá ser preenchida com proteínas saudáveis como peixe de mar, frango, ovos, feijão, grão e lentilhas.

O Departamento de Saúde Pública da Escola Harvard aconselha igualmente a limitar o consumo de carnes vermelhas, queijo, bacon, salsichas, fiambre e outras carnes processadas.

As bebidas incluem água, chá de ervas, café ou eventualmente um sumo natural por dia. Limite a ingestão de leite a um copo diariamente.

Na realidade este conceito não está longe do que apresentamos na nossa Pirâmide Alimentar
Ler Mais...

0 Baixar a mortalidade de forma simples e natural

O Consumo de 7 porções de frutas e legumes pode de uma forma simples e natural reduzir a mortalidade devido a doenças em 42%.

Frutas e Legumes que deve consumir sem químicos


A investigação foi realizada pelo Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da UCL (University College London) e publicada no dia 31 de Março de 2014 no Jornal Cientifico JECH.

O estudo envolveu 65.226 participantes com idade superior a 35 anos entre os anos de 2001 e 2008 seleccionados aleatoriamente no Reino Unido.

Esta associação também concluiu:
  • Redução de Câncer/Cancro em 25% dos indivíduos analisados;
  • Diminuição de morte por doenças cardiovasculares de 31%.

Outras conclusões que consideramos evidentes e que o estudo veio reforçar são que:
  • As verduras tem um efeito protector superior às frutas, veja como exemplo o beneficio dos brócolos;
  • A fruta deve ser consumida na forma fresca, a congelada ou em lata parece produzir o efeito contrário e aumentar o risco de morte;
  • Os sumos e batidos têm um efeito praticamente nulo.

Resumo
Existem fortes evidências que a inclusão nos hábitos alimentares de 7 ou mais doses de fruta e verduras por dia baixam a mortalidade associada a problemas de saúde.
Ler Mais...

0 Aumentar Testosterona Naturalmente

Vários conselhos cientificamente provados para aumentar a sua testosterona naturalmente.


Testosterona é uma hormona masculina cujos efeitos mais importantes no ser humano são:
  • Aumento da massa muscular;
  • Resistência ao stress;
  • Anti-depressivo;
  • Incremento da potência sexual;
  • Diminuição da sensação de medo.

Exames efectuados ao longo das últimas décadas têm demonstrado que o nível médio deste hormônio nos homens tem decrescido para níveis abaixo dos 50% relativamente aos primeiros estudos efectuados. Talvez assim se consiga explicar os problemas de infertilidade de muitos casais, o aumento das depressões e o excesso de peso.
Actualmente muitos homens tomam produtos de testosterona artificial, mas que podem ter efeitos secundários. A agência americana FDA (Food and Drug Administration) está a investigar o risco de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e morte em pessoas que tomam este tipo de produtos aprovados por aquela entidade.

Por estas razões faz sentido adotar um estilo de vida saudável, comer os alimentos certos seguindo as seguintes recomendações:
  • Não use cuecas apertadas;
  • Faça exercício físico com pesos. Os atletas que treinam com pesos mesmo tendo idade avançada tem valores elevados de Testosterona (daqui para a frente designada T);
  • Coma gorduras saudáveis com frequência (diariamente);
  • Controle o stress. O stress aumenta a produção da hormona cortisol que concorre com a T;
  • Deite-se cedo e durma 7 a 8 horas diárias. Diversos estudos tem demonstrado que grande percentagem da T é produzida durante a fase REM do sono;
  • Regule o seu colesterol. Nas células internas dos testículos converte-se o colesterol no hormônio T. Para tal é necessário que controle os seus níveis de colesterol mantendo o LDL (mau) em valores baixos e o HDL (bom) em valores elevados;
  • Perca peso e mantenha o seu índice de massa corporal no nível ideal. As células gordas estão cheias de estrogénio (hormona feminina). Quanto mais mais gordura tiver mais estrogénio tem em circulação competindo com a T para a mesma função. Uma evidência é que alguns homens muito obesos chegam a ter seios;
  • Não faça restrições calóricas cortando em demasia os hidratos de carbono. Diversos estudos tem apontado que dietas com poucos hidratos de carbono conduzem a baixos níveis de T. Coma alimentos ricos em hidratos de carbono na primeira parte do dia e vá reduzindo à medida que a noite se vai aproximando. Opte por frutas, cereais e arroz integral;
  • Apanhe sol. A exposição ao sol propicia à criação de Vitamina D natural pelo organismo;
  • Não ao consumo de drogas. A heroína, opio e a marijuana são 3 das drogas que fazem baixar o nível da T;
  • Evite açúcar e seus derivados. Não consuma refrigerantes ou alimentos com alto teor de açúcar ou xaropes, como bolos, bolachas, rebuçados, caramelos, gomas, etc. Um estudo cientifico tornou evidente que após uma refeição rica em açúcar o nível T baixa cerca de 25%, mantendo-se em níveis mais baixos durante algumas horas;
  • Deixe de fumar. O cigarro contém centenas de químicos que adulteram completamente o sistema endócrino, responsável pelas secreções dos hormônios / hormonas;
  • Não sobreaqueça os seus testículos. Este orgão masculino é responsável por grande parte da T.  Para exercer adequadamente a sua função devem estar um grau de temperatura abaixo do corpo. Cuidado com os banhos demasiado quentes, bancos aquecidos ou computadores portáteis no colo;
  • Minimize os químicos presentes nos alimentos e cosméticos. Muitos alimentos estão cheios de pesticidas e aditivos que a médio prazo provocam uma alteração significativa no sistema que produz as hormonas e nos receptores das mesmas. O mesmo se aplica aos cosméticos cuja absorção se dá ao nível da pele. Opte por alimentos de produção orgânica e cosméticos naturais.
  • Evite a todo o custo tratamentos de Terapia de Reposição/Substituição Hormonal (TRH). O problema é que ao fornecermos T artificial ao organismo durante largos períodos de tempo a produção natural do sistema endócrino pára completamente. Ao retirarmos a TRH é muito provável que a produção de T não regresse aos níveis anteriores com facilidade.

Alguns alimentos essenciais para ajudar a optimizar a produção de Testosterona:
  • Polén de abelhas;
  • Nozes, amêndoas, avelãs e azeite virgem extra para fornecer gorduras de boa qualidade;
  • 2 castanhas do Brasil por dia, muito ricas em selénio;
  • Ostras, bivalves e marisco sem ser de viveiro. Ricos em iodo e zinco essencial para o sistema reprodutor;
  • Sementes de abóbora, ricas em zinco e gorduras saudáveis. Muito bom para a próstata;
  • Citrinos como laranjas, tangerinas, limões e toranjas, ajudam a reduzir os níveis de estrogénio;
  • Gengibre, um estudo demonstrou um aumento de 20% a homens que tomavam suplementos deste rizoma;
  • Alho, tem demonstrado excelentes resultados no incremento da T, volume e qualidade do esperma;
  • Limite o consumo de café. Muito café pode torná-lo muito excitado aumentando os níveis de cortisol;
  • Evite produtos à base de soja refinada, como farinhas adicionadas nalguns alimentos ou em forma de leite.

Alguns suplementos naturais que podem ajudar a otimizar os níveis de testosterona:
  • Ginseng brasileiro;
  • Mucuna Pruriens;
  • Aswagandha;
  • Avena sativa;
  • Nettle roots;
  • Saw Palmetto;
  • Tribulus terrestris;
  • Tongkat Ali.

Conclusão:
O texto é longo e as recomendações são muitas, mas lembre-se que não existe nenhuma cura milagrosa que faça aumentar a testosterona da noite para o dia. Tem-se descoberto que as formas sintéticas trazem muitas contra-indicações como feminização do peito, calvície e diminuição dos testículos ou mesmo cancêr/cancro. Cabe-lhe a si escolher se quer retardar o envelhecimento e continuar a ser um verdadeiro homem chutando a andropausa para os 90 anos.
Ler Mais...

0 Chocolate negro para emagrecer

O chocolate negro pode ajudar a emagrecer.



Médicos / Cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Granada em Espanha em conjunto com a Faculdade de Ciências Desportivas provaram cientificamente que o chocolate não engorda.
O artigo foi publicado no Jornal de Nutrição, onde os investigadores afirmam que o elevado consumo de cacau está associado a baixos Índices de gordura corporal incluindo a que está localizada na barriga. Estes resultados eram consistentes mesmo que os participantes não fizessem dieta ou qualquer desporto.
A investigação com o nome HELENA (HEalthy Lifestyle in Europe by Nutrition in Adolescence / Estilo de Vida Saudável na Europa através da Nutrição na Adolescência) foi financiada pela União Europeia com o objectivo de estudar os hábitos de alimentação e estilo de vida dos jovens Europeus de 9 países.

No estudo participaram 1458 adolescentes com idades compreendidas entre os 12.5 e 17.5 anos com registo dos alimentos ingeridos durante o dia, medições regulares do peso, altura, tecido adiposo através das pregas corporais, largura da cintura e actividade física.

Outras investigações apontam igualmente nesse sentido, mas convém seguir algumas recomendações para que tenha efeitos eficazes:
  • O chocolate a consumir deve ser da variedade negro, isto é constituído apenas por cacau ou manteiga de cacau e açúcar;
  • Deve optar pelas marcas que tenham 80% ou mais de teor de cacau, pois assim terá menos açúcar incluído;
  • Evite comer em conjunto com outros hidratos de carbono como pão, bombons, bolos, bolachas, refrigerantes ou bebidas alcoólicas;
  • Não coma uma tablete de uma só vez, prefira comer um quadradinho de cada vez;
  • Ingira 2 ou 3 vezes por dia, vários dias por semana.
Ler Mais...

Delete this element to display blogger navbar

 
Powered by Blogger